Vida curta

Eu tenho medo de perder um dia
Tudo que tanto esperei ganhar
Meus bens e aqueles que escolhi amar
As coisas bobas que dão alegria

Eu tenho medo porque não entendo
O quão grosseiro é o meu desejo
Não tenho nada; o que sinto e vejo
É fantasia que se vai ao vento

Sou grão de trigo exposto ao moinho
A humildade me assusta e dói
O tempo pesa e amassa e mói

Tudo que tenho é tão miudinho
Mas sigo em frente porque creio ainda
Que a vida é curta, mas também é linda.

Comentários

Postagens mais visitadas